Bulb

Bulb

Este é mais um livro que só o facto de o ter já dá gosto. Porque é bem escrito, bem editado, bem impresso, o objecto final é incrivelmente apelativo, belo mesmo, o que aliás, em época de internet é uma forma de os livros se destacarem muito positivamente.
Bolbo é utilizado no título em sentido lato. Bolbos, rizomas e tubérculos são considerados. Além do prefácio e introdução, está dividido numa grande secção “os bolbos” alfabeticamente de Acis a Zigadenus, seguido de como os cultivar, não sendo aqui muito pormenorizado, nem 40 páginas (de um total de 544 páginas).
São mais de 600 os bolbos apresentados, cada um com a sua fotografia, habitualmente da flor. Sinto que algumas poderiam ser melhores, havendo algum desequilíbrio entre elas. Por vezes, será a melhor que se pôde arranjar e numa obra tão extensa é perfeitamente compreensível. No entanto, nunca a fasquia baixa do perfeitamente adequado, sendo o fotógrafo Andrew Lawson.
Cada bolbo é descrito com detalhe, incluindo o habitat (a título indicativo de onde ter no jardim), as dimensões da planta, se resiste à geada ou ao gelo e a época (também numa extensa tabela com época e cores). A autora Anna Pavord tem uma tendência para a história e pontua o livro com apontamentos históricos curiosos e anedotas. O seu entusiasmo por estas plantas é contagioso.
Não sei será o livro definitivo sobre bolbos, tal a extensão do assunto. A selecção da autora é subjectiva e absolutamente pessoal, mas é um livro a comprar, ler e manter na prateleira. Talvez até se torne num clássico.

Bulb de Anna Pavord, na Amazon.co.uk.