Etiqueta: cercidiphylum japonicum

Alecrim, Rosmarinus officinalis ‘Sissinghurst Blue’
Alecrim, Rosmarinus officinalis ‘Sissinghurst Blue’.

Alecrim, Rosmarinus officinalis ‘Sissinghurst Blue’

Continuei a limpeza e arrumação junto dos compostores, além de varrer o pátio e lavar vasos. Também arrumei parte do balcão de envasar… é como arrumar a secretária antes de começar a trabalhar, tipicamente já tarde. Mas está como eu gosto, ou seja, melhor que o que estava.
Transplantei dois Ginkgo biloba para vasos maiores. Também transplantei uma Salvia officinalis ‘Purpurea’ de um vaso, para outro. O único Alecrim, Rosmarinus officinalis ‘Sissinghurst Blue’ que sobreviveu dos cortes de Agosto do ano passado está super lindo e coloquei num dos vasos mais bonitos que por aqui andam.
Podei mais uma vez o Acer palmatum ‘Sango-kaku’, apenas uns ramos que nascem no topo sem grande sentido (ainda não acabei). Também o Cercidiphylum japonicum — tentei subir um pouco a copa, o que, quando é inevitável, prefiro enquanto as árvores são jovens, porque as cicatrizes desaparecem com os anos.
Entretanto, a Salsa que semeei há pouco foi devorada. Nem percebi quais foram os culpados, habitualmente são umas pequenas lagartas de borboleta (pequenas no início, depois de uma planta inteira, ficam grandes. Não há nada como a realidade, não vá instalar-se algum sentimento positivo.

Toona sinensis
Toona sinensis ‘Flamingo’
Cercidiphylum japonicum
Cercidiphylum japonicum.

Pensei plantar três pés de Courgette ‘Defender’ e pouco mais. Não havia nenhum local propriamente pronto e então resolvi revirar uma faixa de terreno, juntando composto e arrancando ervas. Entretanto, na Camomila vi duas joaninhas… seria bom ter mais uma fileira para atrair mais. Revirei outra faixa de terreno e plantei 11 pés de Camomila-dos-alemães. Enquanto isso reparei num gato em modo de caça, fui ver e era outra Borboleta Cauda-de-andorinha.
Depois fui para o Jardim Branco para plantar os três Alecrins. Os dois primeiros foi fácil e ainda retirei dois Buxos para vasos. O terceiro, obrigou a arrancar imensas ervas, uma a uma, incluindo umas bolbosas que dão umas flores brancas mas invadem tudo. Ao arrancar, em volta do bolbo principal há sempre dezenas de micro-bolbos que se soltam, é um pesadelo.
No Jardim do Lago a Toona sinensis ‘Flamingo’ está agora quase branca e o Cercidiphylum japonicum a crescer super bonito.

Fuchsia 'Lady Boothby' e Cercidiphylum japonicum

Plantei a Fuchsia ‘Lady Boothby’ e a Cercidiphylum japonicum, ambas vindas da Burncoose. Estão num canteiro onde tem sapatas e tubos, mas foi relativamente fácil porque parte já era canteiro antes e não foi necessário cavar e peneirar muito. Adicionei areia e composto. Também utilizei “rootgrow” (micorriza).