Etiqueta: ervas daninhas

Ervas daninhas

Andei no terraço a arrancar ervas daninhas e é bastante impressionante como crescem sem qualquer terra. Basta a gravilha, arrancam-se e as raízes estão completamente limpas, algumas no exacto formato dos alvéolos. O que derrota aquela máxima que uma daninha é apenas uma planta fora do sítio… antes fosse. São plantas que deixadas à solta, rapidamente tomam conta de tudo. Queria começar a pensar em acabar este jardim do terraço, mas quero fazer sozinho e ao pouco tempo une-se a pouca vontade.

Estive no Jardim Branco a arrancar ervas daninhas, uma a uma, para poder plantar convenientemente 31 pés de Ofiopogão-do-japão (271 pés no total). Peneirei mais 30 baldes de terra, o que é muito mais do que contava — e continua a faltar alguma.

Toda a actividade resumiu-se a arrancar ervas daninhas. Também comecei a tratar da terra que resta. A ideia que dá cada vez mais claramente é que sozinho não vou conseguir fazer tudo.

Acer palmatum 'Sango-kaku'
Acer palmatum ‘Sango-kaku’ (AGM).

Em Abril, se for para fazer apenas uma coisa no jardim e no quintal, terá de ser inevitavelmente arrancar ervas daninhas.