Etiqueta: lago

Carrinho com folhas
A raquete? Sou um desportista. E todos os dias há uma Vespa-asiática a querer jogar.

Ainda há pouco os dias pareciam intermináveis, agora é tempo de apanhar folhas e neste jardim ainda tão imaturo, já é tarefa para todos os dias.
O lago tem a água verde, não precisou de mais de uma semana. Não é mau, nem bom, é o normal, mas eu gostava da água mais transparente. Vou tentar fazer circular a água e colocar algumas plantas oxigenadoras. Também um produto alemão que aqui tenho, seguro para os peixes, mas cujo o efeito é praticamente nulo. Ainda não está completamente cheio porque os Nenúfares precisam de tempo para continuar a crescer.
No quintal, plantei mais couves de vários tipos.

Plantei a Malagueta ‘Sucette de Provence’ num vaso. Também plantei a Heuchera ‘Lime marmalade’ no Jardim do Lago, junto às outras duas da mesma variedade.
Transplantei mais dois Nenúfares da banheira para o lago. Uma cesta de plástico estava tão deformada que tive que a cortar com um serrote. Os Nenúfares vão para um local muito mais profundo, o meu plano é encher de água gradualmente, dando tempo para se adaptarem e crescerem. Ao que vejo, o crescimento é diário. Também transplantei do lago dos cágados duas que me parecem Colocasia esculenta. Cresceram desmesuradamente e estão sublimes.

Plantei o Maracujá no canteiro 1 do quintal. Também transplantei dois Nenúfares da banheira para o lago. Dois é uma forma de dizer, os Nenúfares formam agora uma massa contínua de raízes que enche completamente a banheira. Não é fácil retirá-los.

Entretanto, comecei a fazer outro lago, o primeiro não resultou. Estreito entre o caminho e a parede, não dá para esconder a tela e obter um aspecto minimamente “natural”. Outro problema pior ainda foi a introdução de plantas. Comprei um substrato barrento próprio para aquáticas que se limitou a dissolver-se e a sair dos vasos próprios, turvando a água de forma irremediável. Os cágados depois de sessenta anos sempre no mesmo local, estão assustados e sempre mergulhados, aguentam horas debaixo de água que é onde se sentem seguros.

O novo lago vou fazer de forma a ter um tanque principal para os cágados e pequenas poças onde colocarei as plantas aquáticas, sem contacto com a água dos cágados… contava com plantas para oxigenar e purificar a água, mas não vão ser estas.

No quintal coloquei finalmente a tela no lago dos cágados, enchi de água e já lá coloquei plantas aquáticas (Acorus gramineus, Iris pseudacorus e outra que agora não sei qual é), faltam as pedras decorativas e outras coisas.